A.·. A.·.
Menu » Probacionista » Ensaios » Thor
A+-
Probacionista

 

CARTA DE SOROR KHALI ATHENA SOBRE FRATER THOR

 


Caro Sr. S.


Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei.

Receba primeiro minhas cordiais saudações e o reconhecimento por sua virtude estranha aos papagaios e aos fracassados que andam por aí. Deixe que eu peça absoluto sigilo desta correspondência, o que será bom para todos nós. Lá fora tem todo tipo de covarde, invejoso e preguiçoso, que prefere levar a vida (vida?) procurando motivos para maldizer os outros, mesmo eu não utilize meu nome civil mas sim com o meu Nome na Externa, existem pessoas que logo saberão quem escreve, e sinceramente não quero nem mesmo que saibam onde estou. Por favor respeite este pedido.

Conheci Marcelo Ramos Motta nos idos anos 70 e permaneci ao seu lado até a hora de sua última raptura. Mas Marcelo morreu desgostoso e duvidoso com relação a correção de seu Trabalho. Não sabia mais se os passos que deu tinham sido no caminho correto, não sabia mais se tinha honrado ao seu Instrutor, Frater SATURNUS IXº e Xº , a quem sucedeu como Cabeça da O. T. O.

Eu vi, eu vi Frater PARZIVAL XIº, Cabeça Externa apontada por Frater SATURNUS Xº contra sua vontade e inclinação (esta estava na A.·.A.·., não na OTO) sendo humilhado, traído, despedaçado. Eu me corroí de ódio, enquanto ele tranqüilamente se aproveitava do ácido de seu inimigos para corroer de vez seu próprio ANJO e fincar sua bandeira na CIDADE DAS PIRÂMIDES.

Eu vi o inimigo saindo de trás das nossas próprias colunas, vi os traidores o abraçando com um punhal de mentira e ódio. Ódio do homem, cuja imagem ofuscava a do Iniciado, da aura negra vista por quem não tem olhos de ver. Vi tudo isso, toda uma história, mas não conseguia compreender. Não conseguia compreender mas hoje que ouço a voz de Adonai tudo me parece claro. Escuta, portanto e tenta você entender.

Umas das poucas pessoas de quem Marcelo Ramos Motta se orgulhava era alguém conhecido como FRATER ZARATUSTRA na OTO e como Frater THOR na A.·.A.·. (sei que você sabe de quem estou falando, mas prefiro me referir a ele desta maneira, por respeito ao fato de ele ter sido meu primeiro instrutor). Alguns meses antes de falecer me indicou que ZARATUSTRA tinha sido treinado como um soldado e que só um soldado saberia como conduzir a tropa quando se tornasse coron el (claro que para Marcelo não haveria outro general além dele próprio, não peça demais!). Por isso ele sabia que mesmo que a OTO falhasse haveria alguém que não deixaria a tocha se apagar. Para Marcelo não havia mais razão para criar uma relação de dependência, as coisas estavam como deviam estar. Para ele, Frater ZARATUSTRA estava em combate e "Lutai como irmãos!". Note isto é muito importante para v ocê compreender o que se passava na cabeça de Marcelo Ramos Motta, que o mestre desaparece quando o discípulo está pronto.

Foi por confiança nisto que ele designou a Ray Eales para levantar uma outra ordem, porque o campo de batalha da OTO também era minado demais.
Se lhe digo isso é porque sei que existem pessoas que estão pretendendo ressuscitar uma situação indesejável. Se todos queriam ser Marcelo, ele queria que todos abrissem os olhos e vissem que não eram e não deveriam tentar ser Marcelo Ramos Motta. E praticamente todos falharam nessa ordália, veja os macacos falantes que estão lá fora, todos imitando até hoje (tentando imitar na verdade) o estilo de Marcelo Ramos Motta, sem entender que ele tinha motivos por trás de todos os atos que praticava, ele queria fortalecer os fortes e derrubar os fracos, à maneira dele e pelas razões dele.

E hoje pessoas (?) que nem mesmo o conheceram superficialmente estão tentando causar ainda mais dor do que foi causada, pessoas (?) que pretendem se aproveitar da falta de entendimento dos macacos falantes para tentar desmoralizar Frater ZARATUSTRA e outros, sem entender que eles tiveram uma função especial traçada por algo muito além do que entendemos nós outros, e que Marcelo Ramos Motta soube compreender e impulsionar. Enfim, meu amigo, eu vejo que essas pessoas não pretendem nada além de comprometer a obra do próprio Marcelo Ramos Motta, ou do pouco que ainda sobrou dela, após ser saqueada e pisoteada. Mas lembre-se de que nós somes poucos e desconhecidos etc. Não se trata de escondermos nosso trabalho mas sim de que esses macacos falantes jamais saberão EXATAMENTE o que estamos falando, mesmo que falemos em bom e pausado Português. Talvez as pessoas se perguntem porque ninguém foi apontado para a chefia da Society Ordo Templi Orientis por Canuto, Stone e Barden (este último logo quis por as mãos na Sociedade, sem se importar com que os outros pensavam): eu digo, porque ninguém estava apto para isso. Por essa razão e apenas por essa razão. Eu sei muito bem do que estou falando, um dia você entenderá.

Essa ferida está cicatrizada em mim, a de que os que permaneceram fiéis a Télema são mais valiosos do que os que desprezam a obra com palavras de bajulação. Mas existem pessoas que as querem abertas para salvaguardar seus próprios (?) e mesquinhos interesses.

Enfim tenha cuidado e esteja pronto para lutar e defender os que lhe são caros. Foi exatamente isso que Marcelo Ramos Motta fez até o final da vida, porém poucos entenderam.

Seja prudente e mantenha silêncio sobre essa correspondência, peço novamente. Se eu puder confiar em você, talvez um dia nos encontremos todos. Então você saberá quem sou e entenderá exatamente o que quero dizer.

Amor é a lei, amor sob vontade.

Soror K.A. .

Outubro de 2.000 e.v.

<< voltar  

topo